domingo, 29 de novembro de 2015

5 Passos para Rentabilizar o seu Hobby Online


Negocios-Marketing-Internet

5 Passos para Rentabilizar o seu Hobby Online

Já decidiu qual o seu hobby, aquele sonho guardado na gaveta desde muito nova e que nunca teve oportunidade de o fazer, seja por falta de tempo, seja pelo seu trabalho, seja pela família.
Agora que lhe sobre um tempinho quer começar a fazer um projecto que o apaixona.
Parabéns!
Está um passo adiantado daqueles que querem trabalhar a partir de casa mas ainda não sabem o que fazer.
E, como já tem definido o que deseja empreender a partir de casa, mãos à obra.
E o problema surge agora……como começar, o que fazer com a minha paixão?
Sei que não é fácil, muita informação na internet que acabamos por ficar “anestesiados” sem saber por onde começar….
Mas existem 5 passos simples que deve começar e que o vão ajudar a dar o salto no seu hobby.
Então vamos aos 5 passos para rentabilizar o seu hobby:
1 – Comece com um Site ou um Blog – Sim, o site ou blog que será a sua montra onde serão exibidos os seus produtos/hobby.
Existem sites ou blogs gratuitos, por onde poderá iniciar, mas a melhor opção será, com certeza, se quer um site ou blog profissionais, ter um domínio e hospedagem pagos. Existem vários no mercado a preços muito acessíveis.
Se não tem muito jeito para escrever num blog, pode criar um site de vídeos, onde serão exibidos vídeos ou fotos, uma verdadeira galeria online.
2 –  Empenhe-se o melhor que puder no seu site ou blog – escreve sempre artigos, fotos ou vídeos  de qualidade  que realmente chegue ao seu nicho de mercado, e como é o seu hobby, sabe tudo sobre ele, mais um motivo para fazer chegar todas as dicas e truques preciosos que poderão resolver problemas e mudar a vida das pessoas.
Se não sabe como configurar o seu site, blog, um artigo, vídeo, foto, informe-se ou adquira algum curso que possa aprender, passo-a-passo, desde o início ao fim, para que o seu site ou blog fique o mais profissional a atraente possível, e, assim, receba muitas visitas diariamente de pessoas interessadas nos seus produtos.
3 – Muita publicidade nas redes sociais – sim, tem de ter conta nas maiores redes sociais, tais como facebook, twitter, pinterest, youtube, instagram, linkedin, Google + e partilhe e mostre o conteúdo de qualidade do seu site ou blog.
4 – Seja um afiliado em programas de afiliados – uma vez que o seu site ou blog esteja criado, configurado e com conteúdo de qualidade pondere a possibilidade de se tornar um afiliado e assim poder promover produtos de outros e ganhar uma percentagem de comissão.
5 – Tenha calma e seja persistente e estude muito  - Com certeza já viu na internet frases do tipo, “Ganhe dinheiro Fácil na Internet”, e muitos anúncios dão a ideia que terá um ganho inicial sem esforço e sem trabalho já no primeiro mês ou até na primeira semana. Não se iluda, pois dinheiro fácil não existe. O dinheiro virá sim, mas vai exigir paciência, dedicação e persistência.
Não pode fugir à formação e aprendizagem. Para tudo existe uma curva de aprendizagem e trabalhar em casa pela internet, mesmo no seu hobby, necessitará de aprender as melhores técnicas de internet marketing. Existem muitos cursos online, gratuitos e pagos onde poderá ir buscar todo o conhecimento de que necessita. Mas, como disse acima, muito cuidado com a “overdose” de informação.
Enfim, trabalhar na internet, em casa, e rentabilizar o seu hobby é uma ótima opção para mostrar ao “mundo” a nossa paixão, resolver problemas e dificuldades das pessoas e ganhar dinheiro.
É só saber o que deseja fazer, começar, saber onde ir buscar a informação correta e ser persistente, pois os resultados não demorarão a chegar.
Um abraço
Luísa de Sousa

Menopausa, Sintomas e Tratamento Menopausa, Sintomas e Tratamento

domingo, 22 de novembro de 2015

Para ter Equilíbrio e Ser Feliz

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

5 Sinais de que é Infeliz no seu Trabalho

casule-psicologia-bournet

Sentir-se bem no seu trabalho e com os seus colegas é o que mais ambicionamos.
Sentir-se feliz e motivado no trabalho é o que qualquer profissional ambiciona, não só porque aumenta a sua produtividade e o seu desempenho, como ainda lhe dá boas perspectivas de evolução dentro da própria empresa.
Afinal passamos 7 a 8 horas do nosso dia no trabalho e junto aos nosso colegas, logo sentir-se feliz deveria ser “obrigatório”.
Infelizmente, nem todos têm essa sorte e são muitas as pessoas que sentem infelizes no seu trabalho.
Cada vez mais são raras as empresas que disponibilizam recursos de bem-estar para os seus funcionários.
Se é daquelas pessoas que…..
Sente que algo não está bem no seu emprego…
Que é tempo de mudar algo….
Ou simplesmente que precisa de mudar de emprego…..
O mais certo é sentir-se infeliz no trabalho.
Para alterar isso o melhor é aprender a reconhecer os sintomas e depois decidir o que fazer a seguir.
A verdade é que em muitos casos asimg-trabalho-01pessoas nem se apercebem dos sintomas e acabam por prolongar (e aumentar) a sua infelicidade.
Se é o seu caso, aprenda a reconhecer os sintomas.
Segundo Júlia de Sousa (E-Konomista, 2015) existem alguns sinais que evidenciam se somos infelizes no trabalho. Aqui ficam os cinco principais sinais.
  1. PASSA A VIDA A OLHAR PARA O RELÓGIO
Se mal chega ao trabalho (ou mesmo antes de sair de casa) já está a fazer as contas às horas que faltam para sair, algo de muito errado se passa. É normal que a certa altura anseie pela hora de saída para poder relaxar um pouco, o que não é normal é que passe o dia nessa ansiedade.
  1. NÃO SE SENTE VALORIZADO

Esta é uma das principais razões para a infelicidade no trabalho. Todos os profissionais querem ver os seus esforços reconhecidos ou o seu trabalho valorizado. Até porque esse reconhecimento funciona muitas vezes como motivação para manter o foco ou para se empenhar ainda mais nas suas funções ou nos projetos em mãos. Se isso não acontece é normal que se sinta infeliz.
  1. NÃO SE RELACIONA BEM COM OS SEUS COLEGAS DE TRABALHO

Seja porque tem colegas difíceis ou porque desconfia das motivações das pessoas que o rodeiam, nem sempre é fácil estabelecer bons relacionamentos com os colegas de trabalho. E, em certos casos, essas dificuldades tendem não só a contribuir para que se sinta infeliz no trabalho, como também para aumentar essa infelicidade.
  1. PROCRASTINA

Ou seja, se olha para a sua lista de tarefas e faz algumas tarefas de forma rápida e eficaz, mas as restantes acaba sempre por adiar, pode estar perante um sinal claro de que não se sente feliz no trabalho.
  1. SINTOMAS FÍSICOS

Insónias, fadiga e dores de cabeça constantes é algo que deve ter em atenção, porque pode ser uma evidente manifestação de que não se sente feliz no seu trabalho. Aliás, há estudos que confirmam que pessoas infelizes no trabalho têm maior tendência de sofrer sintomas físicos de stress.

O QUE FAZER?

Em todo o mundo são milhões os profissionais que se sentem infelizes no trabalho, mas antes que diga que não pode fazer nada para evitar ser infeliz no trabalho, saiba que não é assim.
Há sempre uma alternativa.
Nós deixamos-lhe três (sendo que uma delas serve apenas para reforçar as outras duas).
  1. FAÇA ALGO DIFERENTE

Procure uma nova função, um novo emprego ou (até) uma nova carreira.
Vai dar trabalho, mas quem sabe não fica (pelo menos) mais perto da felicidade.
  1. MUDE A SUA FORMA DE PENSAR

Por vezes basta mudar alguns hábitos ou a sua mentalidade para que as coisas melhorem.
  1. NÃO FAÇA NADA

Mas nesse caso prepare-se para continuar infeliz. (Claramente, não é a opção mais viável).
images
Pode até parecer ser uma missão impossível mudar de emprego numa altura de crise, quando está muita gente no desemprego.
A maioria diria que temos de dar graças a Deus pelo facto de termos um trabalho.
A maioria acha um absurdo pensar em mudar de emprego mesmo que estejamos infelizes.
Mas……e se conseguir encontrar aquele trabalho que é a sua cara e que pode ganhar muito dinheiro?
Que lhe enche as medidas?
Que é a sua paixão?
Existem muitas oportunidades por aí.
Pode trabalhar Online a Partir da sua Casa em Internet Marketing ou em Programas de Afiliados, recebendo comissões pelas vendas online.
Comece por fazê-lo em part time e logo vê a sua sustentabilidade até passar a fazê-lo em full time e ser a sua liberdade financeira.
E lembre-se…..nunca é tarde para mudar!
Um abraço
Luísa de Sousa