quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Sonhos, os melhores aliados


ha9
Quem nunca ouviu a expressão “vai dormir que amanhã acordas com a resposta” a um problema que parece não ter resposta?
Ou “a noite é uma boa conselheira”!
Já reparou que, às vezes, um problema torna-se muito menor no dia seguinte, após uma noite de sonhos?
Isto deve-se ao facto de que “enquanto dormimos, a nossa mente continua a funcionar e reorganiza as nossas memórias de factos antigos e recentes” explica o psicólogo Regis Mesquita.
Imagine, por exemplo, que recebeu uma proposta de trabalho, mas não sabe que decisão tomar e vai para a cama a pensar numa solução.
Na hora de dormir é normal ocupar a sua mente na proposta de trabalho e qual a decisão que deve tomar, se a aceita ou não.
Durante o sono, a mente vai trabalhar nestas questões, se deve ou não aceitar a proposta de trabalho, por meio dos sonhos.
Aqui não se trata de um “oráculo capaz de responder às nossas dúvidas”, mas poderá ajudar-nos a ver melhor algumas pistas capazes de orientar a nossa decisão.
Por vezes acordamos  meio da noite, após os sonhos, com algumas “luzes” e, de manhã nem nos lembramos delas. Neste casa sugere-se que anotemos, a meio da noite ou logo após o acordar, o que ocupa a sua mente e as possíveis decisões.
Esta é uma forma de “perpetuar a memória dos sonhos” e, assim, amadurecer a ideia de continuar no emprego actual ou agarrar  desafio de mudar de emprego (no caso da proposta de trabalho).
Portanto não entre em stress se está com dificuldades em decidir algo na sua vida.
Com certeza que, ao se deitar, deixar a sua mente trabalhar e pensar por si, logo pela manhã terá as respostas que tanto precisa através dos seus sonhos.
Um abraço
Luísa de Sousa