sexta-feira, 20 de março de 2015

A Excelência!

“Enquanto seres humanos, somos todos motivados e motiváveis e possuímos um potencial inesgotável para sermos excelentes” – Jorge Araújo
Todos precisamos que nos incentivem, que nos apoiem a nos ajudem a eliminar o medo de errar.
Precisamos, que nos façam desde muito cedo, perceber que crescemos na adversidade e que só aprendemos arriscando e melhorando através de erro e de uma fundamental reflexão do porquê de errarmos.
Para isso faz-se necessária a responsabilidade dos pais, educadores e professores, numa idade precoce.
Faz-se necessário alimentares o potencial que todos possuímos para ser excelentes.
E em que se baseia esse potencial?
Segundo Jorge Araújo, existem 4 componentes que alimentam esse potencial para a excelência: FEED – Foco, Energia, Esforço, Destreza.
Foco - Foco na tarefa, naquilo que pretendes, no caminho que queres seguir, nos objectivos que queres alcançar.
Energia – Força, energia e paixão por aquilo que queres alcançar ou ser. E não só para aquilo que desejas, mas também paixão e energia naquilo que fazes.
Esforço - Trabalho e esforço constantes para que percorras o caminho desejado. Trabalho árduo, duro, consistente.
Destreza – Aptidão e competências técnicas e comportamental necessárias para seres excelente.
Na opinião de Jorge Araújo, a excelência está ao alcance de todos, desde que se melhore, se dedique “intensa e qualitativamente à tarefa de alcançar os objectivos perseguidos”.
E para tal, necessitamos de quem nos ajude a melhorar “de forma continuada, através da sua presença, acompanhamento, apoio e feedback”.
Que nos “treine os hábitos comportamentais positivos de que carecemos e que nos ajude a criar condições para enquadramentos potenciadores de reacções positivas”.
“A Excelência é um Hábito” –  já dizia Aristóteles
O que significa que a excelência se deve “tornar em algo cultural, praticada todos os dias, como quem respira e anda”.


Um abraço
Luísa de Sousa