terça-feira, 23 de junho de 2015

É possível ser Feliz todos os dias?



Será possível estarmos “permanentemente felizes”?
Todos os dias?
Achas que só vais ser feliz aos fins de semana?
Ou quando recebes o teu salário?
Ou quando fores pedido em casamento?
Ou quando fizeres a viagem dos teus sonhos?
Eu quando trabalhava por conta de outrem e quando chegava ao dia 22 do mês, quando recebia o meu salário, não ficava feliz……porque sabia que não conseguiria usufruir nem de 1 cêntimo. Era todinho para pagar as despesas….não me dava qualquer felicidade. Nem me dava aquele “pique de euforia” porque não me sabia a nada.
felicidade, tal como outros “estados de alma” é um conceito muito subjectivo, logo, o que para mim é felicidade para outros pode não ter qualquer significado.
Mas existem situações rotineiras do nosso dia-a-dia que se forem ligeiramente modificadas poderão dar-nos a sensação de estar“permanentemente feliz”.
Existem algumas regras-chave” para desfrutares de de um estado pleno de felicidade, 24 horas por dia (Catarina Cruz, Cosmopolitan, Junho 2015).
Boas Vibes - Rodeia-te apenas de pensamentos positivos, que te animem, porque e percepção de seres feliz depende, sobretudo, do teu estado de espírito e da forma como enfrentas  os desafios. Aceita-os sem dramatizar e sem permitir que te sintas incapaz de seguir em frente. Todas as situações têm um lado positivo, basta descobri-lo.

Optimismo atrai Felicidade – Os optimistas vêm uma oportunidade de sucesso nos momentos positivos e negativos. Por outro lado, uma pessoa pessimista vê uma crise ou um problema em todas as novas oportunidades. Segundo a Psicologia Positiva, o “optimismo tem um importante papel na felicidade a longo prazo e na possibilidade de alcançar o sucesso”. Mas deve ser um optimismo realista: confia em ti mesmo e acredita que conseguir um sonho ou objectivo que tanto desejas não é uma missão impossível.

- Estabelece Metas - Planeia o teu dia-a-dia incluindo pequenas metas que possas atingir. Assim que as conquistares, irás sentir-te satisfeito e motivado para aumentar o grau de dificuldade. Por outro lado, os psicólogos acreditam que “fazer afirmações positivas ajuda a ultrapassar os obstáculos. Por exemplo, se cometeres um erro no trabalho, repete para ti mesmo “não vou ficar nervoso……isto pode não ter sido assim tão grave….Vou encontrar rapidamente uma forma de o solucionar……sei que o vou encontrar..”. Mas acreditar no que estás a afirmar é essencial, caso contrário o estado de ansiedade só irá aumentar.

Finais Felizes – Se o teu dia se advinha problemático ou se tens de desempenhar alguma função particularmente aborrecida, planeia um final de dia feliz, como recompensa. Faz uma actividade que te faça sentir bem e feliz, como dançar, ouvir música, actividade física, um filme interessante, um massagem, etc.

Pequenas Distracções – Não te deixes afectar pela monotonia. Em vez disso, procura pequenas distracções. Imagina o que poderás vestir no jantar de amigos, começa a planear a viagem de férias, o que vais levar na mala, que sítios vais visitar, pensa como podes aderir ou concluir aquele projecto que sentes quiseste fazer. Reviver momentos passados também traz alegrias. Relembra a felicidade quando soubeste que ias ser mãe/pai, a folia que é sair com os amigos, a viagem que fizeste super divertida, quando te pediram em namoro ou casamento……sentes as “borboletas na barriga” desses momentos, esta é uma forma de “estares momentaneamente nas nuvens”  e combater as horas mais monótonas com uns minutos de puro prazer que te vão dar a disposição necessária para enfrentares o dia.

Garante o Bom Humor – Começa o dia com alegria e boa disposição. Aprende a desvalorizar pormenores que te aborreçam ou ri-te de ti mesmo perante uma situação difícil, mas que seguramente irá resolver-se. Além disso, o riso vai ajudar-te a descontrair e libertar endorfinas, que contribuem para te sentires bem disposto,  o que vai ajudar a pensar numa solução melhor para as situações difíceis.
É igualmente fundamental que saboreies os momentos de descontracção e diversão, porque por vezes não nos apercebemos de que os temos a acabamos por não lhes dar o merecido valor.“Estar consciente dos bons momentos atrai felicidade”. Será?

Sei que por vezes é muito difícil seguir estas regras, já estive numa situação de tamanha infelicidade que tudo o que lia, ou que me diziam era “papel de música” para mim.
Quando se tem, por exemplo, um trabalho que os faz infeliz, onde não és reconhecido pelas tuas aptidões, onde existe imensa injustiça, onde não te revês em nada daquilo que fazes e que constantemente te perguntas “Como vim cá bater?….Isto não tem nada a ver comigo!….não me identifico com nada nem ninguém!….”
E esperas, esperas, esperas que algo milagroso “caia do céu” e que por magia resolva o teu problema e que voltes a ser feliz.
Pois bem, por experiência própria, sei que isso nunca vai acontecer. Se calhar os outros que estão à tua volta nem se apercebem da tua enorme infelicidade.
Terá de ser tu a Mudar.
A resolver a situação.
A encontrar outro caminho.
A mudar o teu estado de espírito, a tua visão, as tuas atitudes diárias.
Quando me apercebi que ninguém poderia dar-me a felicidade que tanto procurava no trabalho…..e quando percebi que isso teria de vir de dentro de mim…
Comecei a olhar para novas oportunidades.



A partir dessa decisão tudo se tornou mais claro.
A minha disposição, alento, vontade de acordar de manhã e ir trabalhar tornou-se instantâneo.
Hoje consigo colocar em prática todas estas regras e estarpermanentemente feliz” .
É possível?? Sim, sim, sim…….basta aplicá-las e consegues.
Guarda este artigo como um guia para quando der aquela pontinha de infelicidade.

Um abraço
Luísa de Sousa