quinta-feira, 11 de junho de 2015

Propulsionar a Auto-Estima – uma forma bem simples!



É muito fácil recitar uma lista de coisas das quais não gostamos em nós próprios.
Mas com que frequência se dedica verdadeiramente a pensar em coisas magníficas sobre si?
Vivemos numa sociedade que nos diz que é melhor sermos modestos, até mesmo autodepreciativos, do que reconhecermos as nossas brilhantes qualidades.
Mas sabe de uma coisa?
Não há problema nenhum sem sentir-se bem consigo próprio.
Isso não significa que é melhor do que as outras pessoas. Significa apenas que aprecia e valoriza quem é.
Viver aquém a anular-se a si mesmo não trará nenhum benefício nem para si nem para o mundo.
“O seu sucesso não implica necessariamente a derrota dos outros” (Jillian Mickaels, 2011).
O facto de se considerar especial não significa que os outros também não o possam ser e se se acha fantástico e merecedor isso não significa que os outros são menos merecedores.
Reconhecer as suas qualidades é saudável e essencial para o desenvolvimento da auto-estima.
Propulsionadores de auto-estima: Dicas, truques e mimos por Jillian Mickaels, 2011.
1 – Cumpra alguma meta pessoal que tenha estado a adiar – O simples ato de tomar conta de si próprio pode fazer muito pela sua auto-estima. Mesmo que seja algo tão trivial como lavar a roupa, arrumar o seu armário, ou cozinhar para si uma refeição saudável em vez de encomendar, estará a reconhecer que é merecedor e capaz de dar atenção a si mesmo. Um bom exemplo é iniciar um programa de actividade física, um curso de informática, de culinária, de artes, etc.
2 – Celebre as suas amizades – Reúna-se com os amigos e entes queridos para falarem sobre o vosso apreço mútuo. Foquem-se nas coisas que valorizam uns nos outros. Pode parecer um pouco piegas, mas funciona realmente, e no final todos se sentem bem.
3 – Faça-se ouvir – Pode parecer um disparate o que vou dizer, mas se há uma coisa que tenho visto resultar vezes sem conta, é fazer um curso para aprender a falar em público. Pode sentir-se aterrorizado por ter de encarar uma plateia de pessoas, mas não há melhor forma de começar a acreditar nas suas próprias capacidades do que sentir-se confortável comunicando ideias às pessoas.
4 – Exercite-se – Claro que este, para mim, é um ponto incontornável. O exercício físico melhora dramaticamente a sua confiança, de várias maneiras. Fá-lo sentir-se melhor em  relação à sua aparência; estimula o cérebro a produzir substâncias químicas que promovem a sensação de bem-estar, melhorando a sua disposição geral em relação à vida; constitui uma afirmação, tanto para si como para o mundo, de que você merece estar bem cuidado. Por outro lado, quando se sente forte fisicamente, também se sente forte noutros aspectos da sua vida.
5 – Consulte regularmente o médico e o dentista e lembre-se de que a higiene é algo fundamental – Coisas simples como manter as unhas arranjadas, os dentes brancos e o seu cabelo cortado e saudável fazem-no sentir-se mais atraente. Cuidar da sua saúde fazendo o seu check-up anual ou a limpeza semestral aos dentes aumentará e reforçará o sentimento de auto-importância. Não cuidar de si mesmo desta forma é negligência. A negligência, quer se trate de auto-negligência ou vinda de outra pessoa (uma coisa lena normalmente à outra), fá-lo sentir-se inadequado. Não a tolere. Você é importante – trate-se a si mesmo nessa conformidade.
6 – Sorria – Este é um dos actos de gentileza mais simples e mais poderosos. Há, inclusivamente, uma teoria especial que sustenta o que se acabou de dizer – a teoria do “feedback facial”. As expressões faciais enviam mensagens muito fortes ao nosso cérebro – o que não é de surpreender. Por isso, quando os outros nos sorriem, amigos, estranhos, colegas de trabalho, seja quem for, isso é um pequeno mas significativo estímulo ao nosso sentido de valor. Se sorrir para alguém, é provável que lhe retribuam o sorriso. Fazer um esforço consciente para sorrir mais vezes numa base diária torná-lo-á mais alegra e confiante  a longo prazo.
Estas são alguma dicas que poderão propulsionar a sua auto-estima.
Acredite se as puser em prática verá, a curto prazo, melhorias na forma como se vê a si próprio.
Quer estar na minha equipa? E conquistar a sua liberdade de tempo e financeira?
Um abraço
Luísa de Sousa